South Sea Island – Yasawa Islands, Fiji

DSC_0717-Edit

Fim de tarde na menor ilha do conjunto Yasawa. Fevereiro/2014.

Anúncios

Blue Lagoon – Yasawa Islands, Fiji

DSC_0490-Edit

Mais uma foto da paradisíaca Blue Lagoon em Fiji. Esse passeio foi incrível pelo visual que tivemos por todo o caminho e principalmente pelo destino final. Como a ilha é propriedade particular, os turistas são permitidos só até a linha da maré alta. Fevereiro/2014

South Sea Island – Yasawa Islands, Fiji

DSC_0723

 Meu último destino na viagem pelas ilhas Yasawa foi a South Sea. Escolhi ela pela proximidade com a ilha principal, onde fica o aeroporto de Nadi. Para evitar desperdício de tempo dentro do ferry, é aconselhado ordenar as ilhas escolhidas no sentido Norte-Sul ou Sul-Norte. Optei por ir até o extremo Norte no primeiro dia e vir “descendo” em direção ao Sul pois dessa maneira não precisei pernoitar em Nadi na última noite. Como estava bem próximo à ilha principal o ferry conseguiu me deixar no porto a tempo de pegar meu vôo no mesmo dia. Se optasse por terminar a viagem na ilha mais ao Norte, o tempo de viagem até Nadi impediria essa estratégia e teria que chegar na mesma um dia antes para poder pegar o vôo de retorno à Sydney. Na foto, a ilha South Sea vista do barco.

 

Drawaqa Island – Yasawa Islands, Fiji

DSC_0651

No quarto dia de viagem mudei de hotel mais uma vez. Escolhi o Barefoot Island Resort por dicas de alguns amigos e funcionários dos outros hotéis. O “resort” é bem simples, mas está localizado em uma das ilhas mais bonitas que vi em toda a viagem. Outro destaque são as refeições oferecidas no restaurante deles. A ilha possui 3 praias de fácil acesso, instrutores de mergulho, caiaques e uma bela trilha até o topo de um de seus montes com vista panorâmica para todo o entorno. Na foto, a Sunrise Beach, que como o próprio nome sugere, fica voltada para o Sol da manhã.

Naviti Island – Yasawa Islands, Fiji

DSC_0635

No segundo dia resolvi continuar na primeira ilha, mas troquei de hotel para conhecer a estrutura oferecida na praia vizinha. Não me arrependi da mudança, já que a recepcionista do Safe Landing Resort me hospedou em um quarto de frente para a praia. No terceiro dia peguei o ferry para trocar de ilha. Escolhi o Korovou Eco Tour Resort pelas dicas que pedi aos funcionários do último hotel. Essa ilha não oferecia muitas opções de lazer, mas como a idéia era descansar foi perfeito! Na foto, o momento de despedida dos hóspedes que rumavam para as ilhas ao Norte.

Blue Lagoon – Yasawa Islands, Fiji

DSC_0460

Fiji! Certamente a definição da paz na terra… Os dois conjuntos de ilhas pelos quais passei são cinematográficos. E não é modo de falar não, o filme A Lagoa Azul por exemplo foi filmado em parte do grupo de ilhas que conheci. A ilha principal, onde a capital Suva se encontra não é muito atraente e bem diferente do visual paradisíaco normalmente relacionado ao país. Meu vôo chegou em Nadi, localizada nesta mesma ilha e os planos iniciais eram pernoitar por lá na primeira e última noite por conta dos horários dos ferries. Ainda no aeroporto fui direto à agência de turismo Awesome Adventures para escolher meu pacote. Por lá descobri que o melhor seria escolher as ilhas e ordená-las no sentido Norte > Sul ou Sul > Norte para otimizar a logística e reduzir o tempo gasto nos traslados. Descobri também que caso optasse pela ordem Norte > Sul, os horários de saída da ilha mais ao Sul em direção ao porto Denarau evitariam a necessidade de outro pernoite em Nadi ganhando assim um dia a mais para ficar nas melhores ilhas. Perfeito! Escolhi meu primeiro destino e deixei o restante em aberto para ser decidido ao longo da viagem, como a própria agente de viagens me aconselhou. Como estava por lá na temporada de ciclones havia o risco de ter que abortar a viagem e buscar abrigo na ilha principal. Por mais assustador que pareça, isso é algo que os Fijianos estão habituados com uma periodicidade praticamente anual. Na foto, uma das praias onde o filme A Lagoa Azul foi filmado.