Ben Youssef Madrasa – Marrakech, Marrocos

A madraça Ben Youssef é uma escola para a difusão das doutrinas islâmicas fundada no século XIV. A arquitetura do conjunto possuiu um nível de detalhamento ímpar. O pátio central possui uma piscina para abluções, piso em mármore e paredes revestidas com mosaicos típicos na parte inferior e madeira ricamente entalhada na parte superior. Março/2012.

Anúncios

Talad Rom Hoop – Maeklong, Tailândia

DSC_1466

Um dos locais mais peculiares que já vi, e que estava na minha lista de locais a conhecer antes mesmo de ter a viagem à Tailândia programada foi o mercado da linha de trem em Maeklong. O nome em Tailandês pelo que pesquisei significa algo com mercado dos toldos retráteis, em uma referência às coberturas que são recolhidas para a passagem do trem. Na foto, o mercado ainda montado como se os trilhos fossem de uma ferrovia desativada.

Souk – Marrakech, Marrocos

DSC_3556

Marrakech foi o destino principal da viagem ao Marrocos. Como a viagem foi curta, apenas 4 dias, não conseguimos conhecer muito do país. O primeiro dia foi na verdade só a parte da tarde. Chegamos em Marrocos por volta da 11:30, mas até negociarmos os taxis para levar o grupo até a cidade, andar pelos becos até o hostel e fazer check-in de todos, fomos conseguir sair para conhecer a cidade só por volta da 15:00. Nessa tarde andamos pelos mercados, os souks, que na verdade é difícil dizer se são vários ou um único gigantesco. O povo marroquino tem muito gosto pela negociação e dificilmente aceita um não como resposta na hora da venda. Barganhar é a lei na hora das compras, todos os preços são inflacionados já esperando que o comprador pechinche. Isso é cansativo depois de algum tempo e um tanto quanto frustrante pois você nunca sabe ao certo se fez realmente um bom negócio, ou se poderia ter conseguido pagar menos ainda. Como é difícil para um turista saber o real valor das coisas, o segredo na hora da compra é fixar um preço que ache justo pelo item em questão e tentar negociar. Via de regra, eu oferecia em torno de 30% a 40% do valor original, para depois de muito negociar pagar algo próximo à metade do preço de “tabela”. Na foto, uma das últimas fotos que fiz no primeiro dia, um mercado de luminárias e seu comerciante à porta.