Sankt Petri Church – Malmö, Suécia

Antes de irmos visitar a Turning Torso aproveitamos para conhecer o centro histórico de Malmö, que apesar de bem pequeno é muito bonito e organizado. Infelizmente a névoa pesada não colaborou para boas fotos nesse dia. Na foto, a torre de 105 metros da igreja Luterana de São Pedro, uma das construções mais altas do centro e que teve sua construção iniciada no século XIV. Dezembro/2016.

Anúncios

Escadaria da Bica – Lisboa, Portugal

Chegamos em Lisboa no dia 31 de Dezembro na parte da tarde e por conta do réveillon não conseguimos fazer muito a não ser comer algo e descansar para a noite da virada. Fomos para o centro para jantar e depois ficamos na Praça do Comércio bebendo vinho e esperando a queima de fogos. O primeiro dia do ano foi todo ocupado por um passeio pelos pontos mais famosos da região central para matar a saudade das ladeiras, escadarias e miradouros de Lisboa. Janeiro/2017.

Nyhavn – Copenhagen, Dinamarca

Fomos a Copenhagen principalmente para visitar um grande amigo. Durante nossa curta estada visitamos os principais pontos turísticos da cidade e enfrentamos bastante frio. No segundo dia na cidade fizemos um passeio de barco para que pudéssemos ver a cidade de um outro ângulo. Na foto, o canal de Nyhavn, ponto de partida do tal passeio e que atualmente é uma área majoritariamente de bares e restaurantes. Dezembro/2016.

Castelo dos Mouros – Sintra, Portugal

Nesta última viagem que fizemos a Portugal aproveitei para conhecer Sintra, já que durante o tempo que morei por lá acabei por não visitar a cidade. O clima infelizmente não ajudou e a região montanhosa potencializa a concentração de neblina especialmente no inverno por conta da umidade. Não foi possível ter as vistas espetaculares que o Castelo dos Mouros proporciona ao longo das suas muralhas, em alguns momentos a visibilidade mal chegava a 2 metros. Desta forma visitamos as atrações com uma atmosfera mais sombria e misteriosa, o que de certa forma foi interessante também. Janeiro/2017.

Metropol Parasol – Sevilha, Espanha

A viagem para Sevilha me permitiu conhecer esse ícone da arquitetura que até então só conhecia por fotos durante as aulas da faculdade. A escala da estrutura é bem impressionante, especialmente para um equipamento urbano modelado através de design paramétrico. Janeiro/2017.